Pilates nas Patologias




Artrose e Pilates X Artrose

Artrose

A artrose, também conhecida como osteoartrose, osteoartrite, artrite degenerativa e doença articular degenerativa, é uma doença reumática, caracterizada pela destruição da cartilagem articular (aderida ao osso) e do próprio osso adjacente, diminuindo o amortecimento principalmente entre as articulações dos joelhos, coluna, quadril, mãos e dedos. Ocorre tanto em homens como em mulheres, sendo a mais comum das doenças reumáticas.

O principal sintoma é a dor,que se dá quando a articulação é utilizada. Em alguns casos, a cartilagem pode se calcificar favorecendo a formação de deformidades ósseas, como os osteófitos (bicos-de-papagaio) ..

A prática do Método ajuda a amenizar as dores, porque fortalece a musculatura das regiões envolvidas, desenvolve a flexibilidade e o controle motor. Há um grande repertório de exercícios de Pilates que visam funcionalidade, organização e fortalecimento global

Bursite e Pilates X Bursite

Bursite

A bursite é a inflamação da bursa ou bolsa sinovial, um saquinho membranoso revestido por células endoteliais.A função desta bolsa é evitar o atrito entre duas estruturas (tendão-osso ou tendão-músculo) , protegendo as proeminências ósseas e a musculatura de impacto e lesões.

Acomete principalmente a articulação do ombro e do quadril.

Sintomas podem  apresentar dor, desconforto e parestesias. Estes sintomas causam o desuso da articulação, gerando fraqueza e tensão muscular e impossibilitando a pessoa de executar movimentos importantes do seu cotidiano.

Pilates na bursite age para evitar a progressão da patologia, diminuir os sintomas já existentes, reequilibrar o corpo e aumentar a qualidade de vida. São enfatizados a qualidade e o equilíbrio muscular ,o fortalecimento, alongamento e relaxamento muscular, sempre com a execução de movimentos precisos e associados à respiração, exigindo conexão corpo-mente.

Desvios Posturais e Pilates X Desvios Posturais

Desviso Posturais

A coluna vertebral posssui curvaturas fisiológicas durante toda sua extensão. Na coluna cervical (pescoço) denotamos uma curvatura chamada de lordose, na coluna torácica (meio das costas) uma cifose e na porção lombar (porção da cintura para baixo) há outra lordose. Porém, a coluna vertebral pode apresentar alterações ao longo de sua extensão, tais como:

- Aumento da curvatura da coluna vertebral: HIPERLORDOSE ou HIPERCIFOSE;
- Diminuição da curvatura da coluna: RETIFICAÇÃO (coluna reta);
- Desvios da curvatura para as laterais: ESCOLIOSE.

As maiores causas dos desvios posturais são: Má postura (principalmente no trabalho, ao dirigir, ao utilizar o computador e etc.), fadiga, fraqueza e encurtamentos musculares, período gestacional (deslocamento do centro de gravidade devido o crescimento abdominal), sobrepeso e obesidade, timidez, sedentarismo, entre outros.

Na adolescência podem ocorrer desalinhamentos vertebrais em detrimento do estirão de crescimento. E por fim, seqüelas de doenças neurológicas e pós-traumas e má formação congênita também podem desencadear alterações na coluna.

Sintomas : Limitação de movimentos e/ou rigidez das vértebras da coluna;Contraturas e tensões musculares;Formigamento nos membros (braços e/ou pernas);Dor na região .

O Pilates têm como objetivos realinhar a coluna vertebral, reequilibrar a musculatura (Power House) e aumentar a mobilidade das vértebras, utilizando exercícios orientados e específicos de mobilização articular, alongamento e fortalecimento muscular, proporcionando o aumento da qualidade de vida para o aluno acometido de desvios da coluna vertebral.

Hernia de Disco e Pilates X Hernia de Disco

Hernia de Disco

É uma doença da coluna vertebral, mais precisamente no disco intervertebral. A coluna vertebral é composta por vértebras. No seu interior existe um canal por onde passa a medula espinhal. Entre as vértebras cervicais, torácicas e lombares, estão os discos intervertebrais, estruturas em forma de anel, constituídas por tecido cartilaginoso e elástico cuja função é evitar o atrito entre uma vértebra e outra e amortecer o impacto.

Estes discos intervertebrais desgastam-se com o tempo e/ou com o uso repetitivo, o que facilita a formação de hérnias, ou seja, o disco é pressionado começando a haver o desgaste discal. Assim, parte do disco se rompe formando uma hérnia de disco.
Sintomas: Parestesias (formigamento);Dor no local e proximidades, geralmente com irradiação para membros inferiores ou superiores. Pode também, desencadear fraqueza muscular dos membros;Diminuição da sensibilidade e formação de contraturas musculares.

Pilates é indicado nos casos de hérnia de disco, principalmente por ser uma atividade física sem impacto, que desenvolve a consciência corporal, visa o realinhamento da coluna vertebral e utiliza movimentos suaves, precisos e controlados.O método trabalha em prol do alívio das dores, da tensão muscular e das parestesias, a partir do restabelecimento do espaço intervertebral, descomprimindo o disco. Para isto, utiliza-se o fortalecimento e o alongamento da musculatura e assim a coluna vai para o seu eixo correto.

A prática dos exercícios desencadeia a diminuição dos sintomas propiciando à pessoa a sentir-se melhor, mais animada e auxiliando na retomada das atividades de vida diária.
Incontinência Urinária

A International Continence Society (ICS) define a incontinência urinária como "uma condição na qual a perda involuntária de urina é um problema social ou higiênico e é objetivamente demonstrável". As causas da IU são diversas, entretanto na maioria dos casos pode-se citar a idade avançada, a gravidez, o parto, a diminuição dos hormônios femininos na menopausa, o tratamento do Câncer de Próstata e as incapacidades físicas e mentais.

Pilates X Incontinência Urinária

É muito importante que cada aluno de Pilates seja avaliado quanto ao nível de consciência da ação dessa musculatura e ainda sejam continuamente monitorados quanto ao padrão respiratório correto durante a atividades. O Pilates trabalha diretamente com o fortalecimento muscular do corpo atuando inclusive na musculatura que constitui o assoalho pélvico (períneo). Sendo assim, é possível diminuir os episódios de perda urinária, aumentar a consciência corporal da mulher perante o trato urinária e incrementar o controle miccional, resultando numa maior qualidade de vida para esta mulher.



Comente:

Nenhum comentário