Veja quais os benefícios do Pilates




Aumentar a resistência física, corrigir a postura, ter uma melhor

qualidade de vida. Foi com esse pensamento que a radialista Maria

Paula Conceição, 38 anos, encontrou no pilates um método que a

auxiliou numa maior conscientização corporal após descobrir duas

hérnias localizadas na região da cervical.



A atividade física, segundo a radialista, foi responsável por sua

melhora na saúde. "As dores eram intensas, mas os alongamentos do

pilates me ajudaram a minimizar as dores. Hoje praticamente não sinto

nada. Meu corpo melhora a cada sessão e os efeitos sinto de modo

prolongado", revela.



Segundo a fisioterapeuta Aline Caldas Pina, da Clínica Lira Estética,

localizada no Costa Azul, o pilates é indicado para diversas

patologias e os resultados são positivos. "O pilates é uma atividade

física sem impacto e é indicado para pacientes com hérnia de disco. É

de fundamentalimportância seguir os princípios básicos como contração

dos músculos abdominais associados à respiração, proporcionando a

estabilização da coluna lombar e consequente diminuição de dor", diz.



A fisioterapeuta lembra ainda a necessidade do fortalecimento e do

alongamento dos grupos musculares. "Disso resulta uma maior proteção

dos discos intervertebrais e alinhamento da postura, possibilitando

redução dos sintomas, retorno as atividades de vida diária e

profissional de uma forma íntegra", menciona.



Aline avalia que o pilates pode ser indicado para as mais diversas

patologias. "Joseph Pilates, o criador do método, se preocupou em

criar uma técnica que trabalha a saúde como um todo. Atualmente a

prática está sendo realizada por crianças a partir de sete anos, porém

aulas adaptadas e com foco em alongamento. Não há um limite de idade

para aqueles que desejem praticar a atividade. Para ter um bom

resultado é fundamental seguir os princípios do pilates: concentração,

controle, centralização, fluidez, precisão e respiração. Os exercícios

precisam ser adaptados de acordo com o quadro clínico do paciente, o

nível de dificuldade aumentado progressivamente e sempre respeitando a

individualidade e a evolução de cada um", revela.



A fisioterapeuta comenta que a prática do pilates assegura uma melhora

sensível na qualidade dos pacientes portadores de doenças cardíacas e

diabetes. "Incentiva a adoção de alternativas para mudanças no seu

estilo de vida. Em pacientes cardíacos acontece à melhora da

capacidade funcional e cardiorrespiratória, da recuperação cardíaca,

fortalecimento muscular e reeducação postural, além do estabilizador

emocional. Nos diabéticos haverá uma melhor utilização da glicose

pelos músculos alongados, melhora da circulação em membros inferiores,

fortalecimento global, prevenção de problemas cardíacos, diminuição da

hiperglicemia, aumento de massa magra auxiliando no controle de peso e

também a manutenção do estabilizador emocional".



Ela também faz ressalvas quanto à perda de peso. "O pilates não deve

ser feito com o objetivo principal de emagrecimento, porém ele

complementa a atividade aeróbica por ocorrer perda calórica, ajuda na

redução de medidas e na manutenção do peso. Como existe um complexo de

500 exercícios usando o Mat pilates (solo), acessórios e aparelhos

podemos ofertar aos músculos diferentes estímulos tonificando a

musculatura e fortalecendo o corpo de uma forma global", cita a

fisioterapeuta.

Comente:

Nenhum comentário